Gabaritos concursos

fechar

Polícia Rodoviária Federal promove concurso com 500 vagas

O edital de abertura do concurso público conta com 500 vagas no cargo de Policial Rodoviário Federal.

Por Giovana Brasil em: 28/11/2018 às 17:10

share
tweets
0 share

Foi divulgado nesta quarta-feira, 28 de novembro, no Diário Oficial da União pela Polícia Rodoviária Federal, o edital de normas para realização do grande concurso público que vai preencher 500 vagas no cargo de Policial Rodoviário Federal. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), será responsável pelo certame.

Vagas

As vagas são distribuídas entre os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerias, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins.

É exigido que o candidato possua ensino superior completo em qualquer área de formação, idade mínima de 18 anos, além de aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no mínimo em categoria "B".

A remuneração para o cargo é de R$ 9.473,57 por jornada de trabalho de 40 horas por semana, lembrando que durante a realização do curso de formação o candidato regularmente matriculado fará jus, a título de auxílio financeiro, a 50% do subsídio da classe inicial do cargo de Policial Rodoviário Federal.

Está previsto que o salário será reajustado em janeiro de 2019 e passará para R$ 9.899,88. Há ainda o benefício de auxílio-alimentação no valor de R$ 458,00 e o auxílio saúde. Os ingressantes em áreas de fronteira recebem ainda uma gratificação que gira em torno de R$ 1.500,00 por mês, aproximadamente.

Inscrições

As inscrições poderão ser feitas através do site www.cespe.unb.br/concursos/prf_18, no período das 10 horas do dia 03 de dezembro até as 18 horas do dia 18 de dezembro de 2018. 

O valor da taxa de inscrição é de R$ 150,00.

O candidato deverá escolher no momento da inscrição o estado no qual ele irá disputar a vaga.

Funções do cargo

Os Policiais aprovados e empossados irão realizar atividades de natureza policial envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições relacionadas com a área operacional da Polícia Rodoviária Federal.

Prova

As etapas de avaliação serão:

- Prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório com 120 questões do tipo Certo e Errado, divididas em três blocos, sendo o bloco I com 50 questões de língua portuguesa, raciocínio lógico-matemático, informática, noções de física, ética no serviço público, geopolítica brasileira, história da PRF; o bloco II com 40 questões sobre legislação de trânsito e o bloco III com 30 questões sobre noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, noções de direito penal e de direito processual penal e legislação especial;

- Prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório com texto dissertativo de até 30 linhas;

- Exame de capacidade física, de caráter eliminatório;

- Avaliação de saúde, de caráter eliminatório;

- Avaliação psicológica, de caráter eliminatório;

- Avaliação de títulos, de caráter classificatório;

- Investigação social, de caráter eliminatório;

- Curso de formação profissional, de caráter eliminatório e classificatório.

As provas objetivas e a prova discursiva serão realizadas nas capitais dos estados onde o candidato pretende atuar, conforme inscrição feita, no dia 03 de fevereiro de 2019, turno da tarde, nos locais e horários divulgado no dia 30 de janeiro.

Os gabaritos oficiais preliminares da prova objetiva serão divulgados pelo Cespe às 19 horas do dia 04 de fevereiro e o edital de resultado final na prova objetiva e de resultado provisório na prova discursiva será publicado no Diário Oficial da União e divulgado na internet na data provável de 20 de fevereiro de 2019.

O prazo de validade do concurso esgotar-se-á após 30 dias, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final do curso de formação profissional, podendo ainda ser prorrogado, uma única vez, por igual período.

O edital informa ainda que o ingressante no cargo permanecerá preferencialmente no local de sua primeira lotação por um período mínimo de três anos, exercendo atividades de natureza operacional voltadas ao patrulhamento ostensivo e à fiscalização de trânsito, sendo sua remoção condicionada a concurso de remoção, permuta ou ao interesse da administração.

Avalie esta notícia

Nota:

(3.8/5.0)

Gostou das informações do site?
Acompanhe também nas redes sociais:

Não quero participar